Se eu, Danizinha sou apaixonada por quem coloca a mão na massa e de lá cria o mundo?
“””S I M””””
{ e ainda super admiro! } ♥

Não se espante caso veja muita bajulação sobre este assunto, tenho alguns siricutícos a respeito!

Eu amo artes manuais desde que eu passei a entender do mundo; Tive uma infância bem  difícil, mas nem é disso que eu me lembro, já sabia ver o lado bom das coisas desde muito pequena, morei por muito tempo na zona rural e de lá com certeza veio esse gostinho pelas artes, pelo improviso na satisfação, mesmo nem sabendo o bem que eu fazia para mim.

• Das brincadeiras de boneca de milho (sim, milho verde!), onde pegávamos o milho ainda bem novinho, onde ele tem os fios, que para nós era cabelinho mesmo, pintávamos o corpinho, fazia rostinho, roupinha e as vezes enrolava pra ninar, hahahaha, desculpe Barbie, a textura desse cabelo não tem nem para o seu Amore! rssss!
Retirei essas fotinhas da internet dos milhos, para entenderem os improvisos na hora da brincadeira.

 

• Foram muitos os improvisos, com as brincadeiras de pedrinha, béte com latinhas de óleo (se espante Mundo, óleos, eram em latinhas, rsss) Enfim, se deixar eu vou estender muito, mas esses perrengues nos improvisos num mundo hoje onde tudo se compra industrializado, feito em massa em produções, quando eu vejo um produto carinhosamente feito à mão, seja para decorar, até para comer me deixa mega encantada! Fico mais que inspirada, tenho vontade de fazer tudo, mas já sabem, não sai nada, rss!

Já bem pequena via minha avó costurando, eu achava um máximo ela dirigindo aquele tektek e logo ‘plim’ saia alguma peça pronta.

• Lembro em algum momento na escola onde tivemos aulas extras, e eu fiz vários balaios de bambu, tipo cestinhas, eu super amei, ai gente sei lá quantos anos eu tinha acho que uns 13 por aí, ou menos, eu manuseando um canivete super afiado, kkkkkkk (resumindo hoje em dia jamais) Retirei essas fotinhas da internet das fases dos cestinhos de bambu.

 

• Fiz por algum tempo bijuterias e vendia para as amiguinhas e vizinhas, eu particularmente achava que eu levava muito jeito! Tenho peças espalhadinhas ainda pela casa, kkkkk!

 

• E fiz um espantalho de biscuit, ficou todo tortinho, mas só eu sei a dificuldade da criança para fazer a massinha no fogão (óbvio que minha mãe perdeu uma panela), como disse morava na roça e fui até a cidade comprar os ”ingredientes” da massinha de biscuit, comprei a revistinha com um passo a passo e fiz, depois ainda pintei, porque fiz ele todo branco, burra né, porque eu não misturei a tinta na massinha, ô falta de malícia, hahahaha. Gostoso escrever isso parece que estou revivendo as fases

• Pintei paninhos, isso é algo que não levei jeito mesmo, sem técnica nenhuma, kkkk

• Já bordei ponto cruz, já fiz crochê e tricô, hoje me arrisco entre feltros e a máquina de costura, as fotinhas abaixo são minhas mesmo! ;D

 

Depois que comecei a trabalhar com design gráfico, adivinha quem foi e ainda são a grande maioria da minha clientes? Autônomas, Artesãs, Boleiras, Festeiras, rsss Todas envolvidas com o mundo ‘faça você mesmo’.

Me sinto muito abençoada de poder acompanhar de perto tanta gente mega talentosa, novidades absurdas todos os dias, eu sei que tem muita gente que torce o nariz, já ouve a palavra artesanato e não relaciona a um trabalho de fato, e sim, a um passatempo.
Uma pena, pois não sabem o nicho espetacular que estão perdendo, cheio de pessoas talentosas, sensíveis, que investem em marcas próprias, personalizações exclusivas, criam identidade, produzem com carinho e muitos tem seu sustento totalmente relacionado ao mundo artesanal!

Incentivo muito as pessoas a empreender nesse segmento pois conheci muitas clientes ainda aprendendo e hoje até já dão aula e tem suas apostilas à venda!

Sou muito feliz em apoiar que o mundo seja mais humano, feito de gente para gente!

Texto: Dani Consolini

E vocês qual tipo de artesanato vocês gostam? Trabalham com isso, publique seus contatos aqui abaixo nos comentários quero conhecer e fica também para novas pessoas conhecerem.

2 Replies to “Como descobri o mundo artesanal!?

  1. Que delicia ver uma moça tão nova gostar de coisas do artesanato, acho muito importante as novas gerações darem valor as coisas feitas as mãos, hoje tudo é automatico e pronto, põe no microondas e está lá cheio de coisa quimica. Quero que minhas netas conhecam seu blog e sintam vontade de também colocar a mão na massa, faço bolos a mais de 30 anos elas são pequenas e ja levo elas pra cozinha pra mexer nas farinhas e elas fazem farra.
    DEUS abencoe voce e sua familia.
    MARIA APARECIDA, no face sou MARIA doces, bolos e doçuras
    um abraço

    1. Nossa Maria fico muito contente com sua mensagem, isso mesmo, temos que incentivar nossas crianças a ver o mundo com mais carinho e com mais sabor.
      Tenho certeza absoluta que elas quando crescerem vão amar demais saber dar valor aos pequenos detalhes do dia a dia. Um super beijoooooo, volte sempre1 ♥♥♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *